sábado, 19 de março de 2016

Conhecendo o novo lar...

Voltamos para casa, a vovó já estava nos esperando. Apresentamos a casa para ela, seu quartinho, suas bonecas, o lugar que seria para sempre dela.

Ali começava toda nossa nova responsabilidade. Na primeira noite já foi um show, ela começou a chorar e não sabíamos o que fazer, ela já estava amamentada, mas minha esposa a pegou no colo e ela continuava procurando o peito, nós sabíamos então que era fome, mas não tinha mais leite, ela tentava mamar e o leite não saía, foi passando o tempo e ela chorava cada vez mais e desesperadamente, foi então que resolvi sair e ir até a farmácia comprar leite em pó, minha esposa ficou em casa com ela. Quando cheguei ela ainda chorava peguei-a no colo enquanto a nova mamãe foi fazer uma mamadeirinha de leite. Nossa.. ela tomou aquele leite com tanto gosto que quase engasgou. Depois disso silêncio total, ela dormiu praticamente a noite inteira.

Ela dormia no carrinho ao lado da nossa cama. Foi sua primeira noite em casa, no dia seguinte então fomos ao médico, pois não sabíamos se ela poderia tomar aquele leite, quanto ela poderia tomar e porque minha esposa tinha ficado sem leite.

O médico explicou que no início era assim mesmo, que o correto era amamentar ela somente no peito, deu algumas dicas de como fazer, falou que poderia ter sido nervoso nosso..

Fomos acostumando com aquela situação e o leite então finalmente começou a surgir, mas passado algum tempo o leite que ela tinha não era suficiente para a fome da pequena, mas o médico havia dito que se ela começasse a tomar mamadeira iria largar logo o peito e isso não era muito bom. Mas ela tinha fome e então a pediatra sugeriu que minha esposa desse um complemento para ela e então adotamos uma rotina de sempre amamentar antes de dar uma mamadeirinha para complementar, assim a pequena se acostumaria com essa rotina.

 O médico receitou um remédio para aumentar o leite, foi perfeito, ela tinha tanto leite que quando chegava a hora de mamar o leite já estava vazando do peito. Foi difícil, mas tudo entrou nos eixos aos poucos, ainda tínhamos muito a aprender..