domingo, 14 de fevereiro de 2016

Já Sabíamos o sexo do bebê

Finalmente sabíamos o sexo de nossa bebê (uma menina) daquele  dia em diante meu mundo acabou ficando rosa. As roupinhas, fitinhas, tiaras, bercinho, enfim seu quartinho estava se tornando o mundo cor-de-rosa. Não parava de ganhar presentinhos e mimos de toda a família e amigos, toda visita ao supermercado era um pacote de fraldas.

Enquanto isso, os sintomas da gravidez e as curvas do corpo da nova mamãe ficavam cada vez mais evidentes dia a dia..

A cada dia respirava fundo e contava nos dedos, já estamos no quinto mês e a ansiedade aumentava também. O nosso bebê mexia constantemente e cada vez com mais freqüência, as vezes ficava tocando na barriguinha para sentir os chutinhos dela. Eram divinos esses movimentos.

Em uma das visitas ao nosso médico ele perguntou se eu queria assistir ao parto, falei que achava que não ia ter coragem e iria passar mal, ele riu da minha reação e resolveu fazer uma aposta comigo,  uma garrafa de vinho se eu não assistisse o parto teria de pagar a aposta.....pensei comigo na hora “vou pagar..não vou ter coragem”.

O tempo ia passando e o pensamento não saía da minha cabeça, ficava imaginando como seria assistir ao parto e ver minha filha pela primeira vez, ia passar mal, mas um fiozinho de coragem começou a nascer em mim, porém o medo ainda persistia.

Meu  Deus já estávamos no sétimo mês ... Qualquer novo sintoma trazia um novo alerta, ficava preocupado e ansioso.


Um dia tão aguardado, o dia do ultrassom morfológico 3D...foi um dia de muita expectativa, mas de muita emoção na minha vida..pra variar chorei muito...foi indescritível esse momento. 
Sentimento único na vida, ver com tanta perfeição o rostinho da minha filha.