domingo, 24 de janeiro de 2016

A importância da atividade física na terceira idade.

É certo  que ao longo da vida passamos por inúmeras modificações,  todo processo de criação sofre alterações e assim somos nós. Estamos em constantes mudanças, constante evolução, buscamos aprender à medida que os anos  passam.
Essas mudanças ocorrem no meio físico, psíquico e social afetando diretamente nossa vida e consequentemente a nossa qualidade de vida.
Enquanto o tempo passa nós envelhecemos e quanto mais idade nós temos mais mudanças sofremos, é um processo natural e totalmente necessário. Durante esse processo passamos por alterações fisiológicas graduais e progressivas na vida do homem.
Com o passar dos anos há o aumento da quantidade de gordura localizada no corpo, diminuição da força, e massa muscular, diminuição dos reflexos, alteração da visão, coordenação entre outros.
Essa modificações aparecem, pois o corpo está mudando e é normal que sofra alguns distúrbios e diferenças aparentes, essas diferenças podem ser físicas ou não.
Um exemplo do sinal do tempo são as rugas, sinais aparentes da idade, todavia o aumento da pressão cardíaca é um sinal não aparente, mas com influência direta sobre o organismo da pessoa. O fato mais importante é que todo o corpo está se modificando para assumir nova fase na terceira idade.
Isso não quer dizer que a vida não se torna menos saudável  com o passar dos anos, essa  condição de ser ou não saudável depende de outros fatores e não somente do tempo.
A falta de saúde na terceira idade se caracteriza quando perdemos a nossa capacidade funcional, que nada mais é que a capacidade de realizar atividades de vida independente sem comprometer o equilíbrio do organismo. Quando isso acontece nós devemos assumir algumas medidas. 

Tais medidas permitem ao nosso corpo melhorar à sua boa forma, dentro da realidade atual de cada pessoa. 


Nessa fase da vida os exercícios ajudam na prevenção e reabilitação da condição física e psíquica da pessoa, aumentando a resistência e a força muscular, duas características muito afetadas na terceira idade. Sendo assim, os exercícios podem resgatar as características da saúde e promover redução da gordura corporal, aumento do colesterol bom, redução da pressão arterial, reduzindo a probabilidade de  osteoporose e aumento da qualidade de vida.
Logo, os exercícios físicos têm ligação direta com a longevidade na terceira idade. Por isso as redes sociais e a medicina incentivam sempre a prática de exercícios físicos também na terceira idade.



É importante salientar que esse processo requer sempre o acompanhamento médico para ter a certeza que dias melhores virão.